Você sabe o que é um bom design de usabilidade?

Quando pensamos em um modelo de bom design, logo pensamos em um design que nos proporcionou experiências positivas em algum momento, mas não necessariamente o mais perfeito esteticamente falando. Muitos designers no processo de criação focam em como deixar o seu design o mais atraente possível. No entanto, uma estética perfeita nem sempre é sinônimo de um bom design e nem a garantia de que trará uma boa experiência para o usuário. Conhecer as técnicas de um bom design é muito importante para que ele seja funcional, mas saber como aplicar essas técnicas com foco na experiência de seu usuário é algo extremamente necessário no processo de criação. Por isso, trouxemos algumas dicas de usabilidade para você construir um bom design.

Quando pensamos em experiência do usuário, devemos pensar em algo com foco nas necessidades de seu usuário, para que, com o seu produto ou serviço ele possa resolver um problema de forma usual e efetiva. Além disso, não é só a interface do produto que é levada em conta, sendo que cada ponto da jornada até o momento da compra é importante.

Algumas pessoas costumam falar que a primeira impressão é a que fica. E embora essa não seja uma regra, quando um usuário se depara com um design ruim e nada funcional, será muito difícil mudar a sua opinião e fazer com que ele volte a usar o seu produto ou serviço. Por isso, para evitar o risco de perder clientes e precisar refazer todo o design do zero, existem pequenos pontos que podem ser avaliados para classificar se um design é ou não bom.

Como saber se um design de usabilidade é bom?

Essa pergunta pode parecer muito difícil de ser respondida, afinal um design perfeito para um determinado público pode ser nada funcional quando aplicado para outras situações. No entanto, embora cada design possua um objetivo e uma finalidade, existem quatro pontos principais que devem ser observados para considerar um design como bom.

Utilidade do design

Logo no início do texto nós citamos que nada adianta um design esteticamente perfeito, mas nada útil e funcional. Um bom design deve levar em consideração diversos fatores com foco na experiência do usuário e um deles é a utilidade do design. Um bom produto deve possuir uma interface clara, intuitiva e simples de ser usada.

Para avaliar a utilidade de um design, você pode observar pontos como:

  • Você encontra tudo o que precisa no design de forma simples e rápida?
  • O design é claro e você consegue usar de forma simples?
  • Você consegue entender qual a funcionalidade do design de forma simples?
  • Ao usar o design é possível realizar tarefas específicas?

Usabilidade do design

Muita gente confunde utilidade com usabilidade do design, mas as duas possuem objetivos muito diferentes. Não adianta ter um design super útil se o usuário não consegue realizar as funções dentro do design. A usabilidade diz respeito a facilidade de uso de determinada função ou utilidade. Durante o processo de criação do design, um dos pontos da usabilidade que deve ser levado em conta é: o seu design pode ser facilmente usado?

Para melhorar a usabilidade do design, o designer pode realizar pesquisas, testes e qualquer ferramenta que possa ser útil no processo de criação. É sempre importante ter em mente de que não adianta ter a melhor solução para o usuário se ele não conseguir utilizar essa solução.

Desejabilidade do design

Aqui entra um dos pontos mais importantes de um bom design: o poder de atração que ele exerce no usuário. Um bom design deve gerar no usuário sensações de satisfação, surpresa e encantamento, para que ele sinta como aquele produto é importante para ele e porquê deve tê-lo no dia a dia.

No entanto, embora muitas pessoas achem que apenas estratégias de marketing podem causar esse efeito, é necessário nesse ponto também ter em mente que um design com alta desejabilidade deve:

  • Ser fácil de ser usado;
  • Oferecer uma solução útil para o usuário;
  • Ter uma linguagem clara.

Equidade

A equidade se refere a facilidade e utilidade de uso do design levando em conta um público diversificado. Por mais que a experiência do usuário seja muitas vezes direcionada para um público específico, há casos onde os usuários de seu design compõem um grupo diversificado, com diferentes rotinas e objetivos, por exemplo. Não é possível criar um produto perfeito e que seja bom para todas as pessoas, mas é possível criar um design útil que forneça uma boa experiência para todos os usuários, independente de sua escolaridade, sexo ou habilidade.

Uma forma de testar a equidade de um design é testar o design com diferentes públicos e avaliar o desempenho do design. Embora nem todas as pessoas possam conseguir usar todas as funções logo no início, um bom design passa uma experiência boa para o usuário e faz com que ele queira continuar usando aquele produto ou serviço.

Pode parecer complexo criar um bom design, principalmente quando um dos objetivos é fornecer a melhor experiência possível para um usuário. No entanto, por mais complexo que possa parecer, um bom design é crucial para uma empresa.

Estudos de grandes instituições já mostraram que a maioria dos usuários prefere pagar mais para ter uma melhor experiência com um produto ou serviço, e com isso podemos ter uma breve noção da importância da experiência do usuário.

Idealizar e desenvolver um bom design com foco na experiência do usuário pode requerer uma equipe especializada para isso, que pode ser composta por funcionários da empresa ou então contratada especialmente para isso. Se você busca por formas de melhorar o desempenho de seus designs e melhorar a experiência de seus usuários, acesse hoje mesmo a página da Homem Máquina.

Na Homem Máquina você encontra diversas soluções para a sua empresa, com foco na experiência do usuário e na usabilidade de seu design. Clique aqui e conheça mais sobre como podemos ajudar no dia a dia de seu negócio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar ×
Precisa de ajuda com seu site, sistema ou aplicativo?
Nós ajudamos negócios de todos os tamanhos com design, tecnologia e estratégia digital
Conheça melhor a Homem Máquina