O que um designer de Experiência do Usuário faz no seu dia-a-dia? Como uma empresa de consultoria registra e entrega o trabalho de UX Design?

Um UX designer passa por tantas etapas a medida que o projeto é desenvolvido que separamos esse artigo em 5 partes. Você está lendo a primeira, onde falaremos sobre estratégia e pesquisa.

consultoria UX

Antes de continuarmos, vale lembrar que as metodologias aplicadas por profissionais de UX variam de acordo com o projeto, suas demandas, expectativas do cliente e objetivos de design dos membros da equipe envolvidos.

Agora vamos lá. No início de um projeto o foco está em questões mais abstratas e de conceituação. É quando a estratégia precisa ser definida e a preocupação maior é direcionar o produto e suas razões de existir, propostas de valor e abordagem com o usuário. Esses são os métodos mais utilizados por UX designers nesse primeiro momento:

  • Diagrama da Jornada do usuário. A partir do diagrama podemos explorar todos os passos do consumidor enquanto ele se envolve com seu produto/ serviço. Esse mapeamento permite que os designers definam as necessidades, desejos e objetivos do consumidor, criando soluções otimizadas para cada etapa da experiência.
  • User Stories. Já escrevemos um artigo sobre User Stories. As histórias de usuários são uma documentação viva, um lembrete de cada tarefa que o usuário deseja cumprir ao interagir com o produto e que pode ser consultada durante todo o ciclo de desenvolvimento do projeto.
  • Personas. É a criação de personagens fictícios baseados no público-alvo da empresa. Esse retrato destaca dados demográficos, etnográficos, comportamentais, necessidades e motivações do usuário. As personas ajudam designers e desenvolvedores a se conectarem com os consumidores durante o desenvolvimento do projeto.
  • Blueprints. Mapeamento dos pontos de contato entre consumidor e marca, além de mostrar os processos internos necessários para que essas interações ocorram. Essa metodologia ajuda a identificar oportunidades de melhoria e visualizar a jornada dos consumidores em diversos canais, como sites e lojas físicas.
  • Ecossistema. Uma análise a partir do mapeamento das propriedades digitais da empresa, as conexões entre elas e seus objetivos dentro da estratégia de marketing. Essa metodologia fornece insights que ajudam a alavancar ativos novos e existentes para alcançar os objetivos comerciais da marca.

  • Análise competitiva. Benchmarking da concorrência, mapeando as características e funcionalidades dos seus produtos de maneira comparativa. Ajuda na visualização dos padrões que estão sendo criados na indústria e na identificação de novas oportunidades.

  • Proposição de valor. Identifica os aspectos principais do produto: o que é, como funciona, pra quem foi criado e como será utilizado. Ajuda a criar um consenso sobre o produto que será desenvolvido.

  • Entrevistas com Stakeholders. Conversas qualitativas com as principais partes envolvidos de um projeto, tanto internos quanto externos a empresa. Essas entrevistas servem para coletar insights, ajudar a priorizar funcionalidades e definir métricas do projeto.

Nesta primeira parte o foco do trabalho está em Descobertas. Entender os cenários, contextualizar o projeto e reunir informações suficientes para que decisões sejam tomadas baseadas em fatos e de forma não-viesada. Isso permite iniciar o projeto sabendo onde estamos pisando, reduzir equívocos de projeto e também aumenta a chance de sucesso do produto, serviço ou negócio.

Na segunda parte falaremos sobre a Geração de Ideais.