5 soft skills essenciais para UX designers

Já foi-se o tempo em que ter uma habilidade era sinônimo de nascer com um dom. Conforme a ciência avançou, descobriu-se que todos os seres humanos têm potencial, desde que treine para realizar determinada tarefa.

Para ter habilidades técnicas é comum a realização de um curso profissionalizante ou graduação. No entanto, ainda existia um fator que diferenciava um ótimo profissional de um mediano, e a esse fator foi dado o nome de soft skill. Hoje o mercado de trabalho, além da tradicional formação na área e experiência na função, também demanda soft skills dos candidatos, e para ser UX designer não é diferente.

Está perdido no meio de tantos conceitos? Vamos deixar tudo explicado para você:

Diferenciando hard de soft skills

Sabe aquele cara da empresa que entende bastante de computador? Ou sua colaboradora que faz automações impressionantes no Excel? Em ambos os exemplos estão expostas as hard skills dos funcionários.

Em resumo, uma hard skill é uma habilidade técnica que pode ser desenvolvida através de cursos, faculdade ou processos repetitivos. Dessa forma, engloba-se todas as competências do profissional no quesito resolução de problemas técnico.

Já as soft skills podem ser vistas em ação quando olhamos os líderes da empresa trabalhando. Elas são mais sutis do que as habilidades técnicas, e estão associadas ao comportamento do profissional no ambiente de trabalho.

Um profissional com alto nível de hard skill, mas com nível baixo de soft skill vai entregar o trabalho, mas não vai conseguir se relacionar bem com a equipe. No caso inverso, o colaborador vai ser amado pelos colegas de serviço, terá ótima comunicação, proatividade… mas quase nada de conhecimento técnico. Por isso é preferível o equilíbrio ao invés dos extremos. O ideal é ter ambas as skills o mais desenvolvidas possível, e isso pode ser feito através de treino.

Principais soft skills para o UX designer

Photo by Wes Hick

Para seguir a carreira de UX designer, o profissional precisa ter várias competências além da habilidade técnica. Abaixo listamos algumas dessas soft skills. Não deixe de conferir.

1. Saber como fornecer feedback

O perfil do UX designer é caracterizado pela capacidade de oferecer feedback para companheiros de equipe, sem utilizar linguagem agressiva ou contundente. De fato, um projeto UX requer muitas modificações até estar finalmente pronto, e saber colocar seu ponto de vista sem ofender aos outros é muito importante.

Um ótimo exemplo de um feedback positivo pode ser visto a seguir: ao invés de “nossa, este design está muito ruim” pode-se dizer “olha, acredito que podemos melhorar neste ponto, e naquele também”.

2. Escutar outras pessoas de forma ativa

Uma das skills mais importantes do UX designer é sua capacidade de escutar ativamente outras pessoas. Assim, ao invés de opinar sobre o que está sendo dito, o profissional dá espaço para o próximo expor suas ideias e busca interagir com ele.

Ao invés de “nossa, que legal, deixa eu te contar o que eu estou pensando” dê preferência por “achei sua ideia interessante, conte-me mais sobre ela”. Isso permite que uma ampla troca de conhecimentos, vivências e experiência ocorra dentro da empresa, facilitando o trabalho do dia a dia.

3. Não se fechar para o mundo

Um erro que pode ser considerado fatal para a carreira de UX designer é ser fechado para o mundo. Afinal de contas, o universo UX está sempre em transformação e seus profissionais devem seguir suas tendências também.

Ao ser comunicado sobre um projeto inovador — ao ponto de ser estranho —, não refute imediatamente a ideia com palavras como “isso nunca vai dar certo, desista”, mas sim procure entender melhor o que está sendo proposto. “Nossa, que diferente. Conte-me como vamos colocar este projeto em prática”.

4.  Saber se comunicar de forma clara

A capacidade de se comunicar de forma clara é importante em qualquer profissão, não apenas no mundo do UX. Aliás, se todo mundo praticasse essa habilidade, é bem provável que muitos problemas poderiam ter sido evitados.

Quando estiver no ambiente de trabalho, passe sua mensagem com clareza. Dessa forma, ao invés de “fiz algumas modificações no projeto”, diga algo como “alterei a parte X, mudei a cor da parte Y e apaguei o Z”. Lembre-se disso nos e-mails e demais meios de comunicação.

5. Ser capaz de aprender por conta própria

Por fazer parte de um mundo em constante mudança, o UX designer deve conseguir aprender qualquer coisa por conta própria. Dessa forma, ele deve buscar informações em livros, vídeos no YouTube, blogs e demais fontes de conhecimento. Além disso, é importante compreender outros idiomas, como o inglês e o espanhol, pois há muito conteúdo sobre UX nessas línguas.

Essas são algumas soft skills essenciais para os profissionais de UX. Se você não tiver alguma delas, não se preocupe, é possível treiná-las em seu dia a dia. O importante é não se dar por vencido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar ×
Precisa de ajuda com seu site, sistema ou aplicativo?
Nós ajudamos negócios de todos os tamanhos com design, tecnologia e estratégia digital
Conheça melhor a Homem Máquina