Como aumentar sua base de usuários?

Não existem tantos caminhos para se chegar na marca de 100 milhões de usuários. Se analisarmos os produtos digitais de mais sucesso, encontramos um padrão: eles usaram os mesmos canais de marketing para crescer.

No primeiro momento as startups usam formas simples e baratas de marketing, mas chega um ponto que os canais escaláveis, que permitem crescimento uniforme e constante, são necessários e demandam investimento.

Quando você não tem nenhum usuário

Quando uma startup é lançada no mercado, ela tem pouco tempo pra gerar resultados e atrair mais investidores. No começo, quando você não tem usuários nem dinheiro pra comprar usuários (sim, você pode comprar usuários), use e abuse das formas de marketing de baixo risco que podem não ser escaláveis, mas ajudam a manter a taxa de crescimento.

  • Convite para amigos e família usarem o produto
  • Envio de emails e posts em comunidades e espaços que você frequenta
  • Escrever guest posts em blogs do seu nicho
  • Contato com potenciais usuários e influenciadores
  • Conseguir ser citado em páginas influentes do seu nicho, como a parte de tecnologia dos jornais e revistas

Além do baixo risco, esses métodos colocam a startup em contato próximo e direto com os usuários. Nas fases iniciais, quando ainda está trabalhando nas primeiras versões do produto, você vai ganhar feedbacks maravilhosos que vão te ajudar a se posicionar melhor no mercado e aprimorar os pontos certos.

Três formas escaláveis de aumentar sua base de usuários

Esses métodos de baixo risco são baratos mas não são escaláveis. A cada vez que você tem um artigo publicado em um blog, por exemplo, menos pessoas vão se inscrever no seu produto. A menos que você faça uns 30 amigos por dia, convidar seu círculo de amizades para usar seu produto também não vai ser a melhor opção para aumentar sua base de usuários.

Existem  três canais de crescimento escalável e o segredo está na otimização desses canais de forma criativa!

1. Aquisição paga

Se a monetização do seu produto depende da quantidade de usuários, você pode separar parte do orçamento para ‘comprar’ mais usuários. Não que você vá passar a enxergar a pessoa que usa seu produto como uma mercadoria, mas sabemos cada novo cliente tem um preço.

O gasto médio que você tem em anúncios e campanhas para conseguir um novo usuário pode ser encarado como o preço de aquisição dele. Antes de prosseguir, precisamos nos familiarizar com dois valores importantes:

  • CLV: Customer Lifetime Value. Quanto vale o ciclo de vida do seu usuário? Pode ser definido pelo valor, em dinheiro, do relacionamento com um cliente atual mais a projeção de quando essa pessoa vai gastar até o final do relacionamento.
  • CAC: Customer Aquisition Cost. Quanto você precisa gastar pra transformar um usuário potencial em usuário efetivo? Esse custo envolve pesquisas, campanhas, atendimento e algumas medidas de acessibilidade.

As empresas costumam ter suas fórmulas de sucesso com indicadores que levam em conta o CLV e CAC. Pode ser que ter um CAC de até um terço do CLV seja ainda assim muito lucrativo, mas a maioria das startups quer otimizar ao máximo essa relação.

2. Fator viral

O primeiro passo é fazer com que as pessoas amem seu produto. Só assim você vai conseguir que o fator viral trabalhe ao seu lado. Esse tipo de marketing é uma espécie de boca-a-boca, mas isso não quer dizer que seja de graça!

Criar produtos que deixam o usuário feliz e com vontade de compartilhar a ideia requer investimentos na experiência do usuário: atendimento, performance, usabilidade, AI, gamificação (ou ludificação) e em outros campos do que vamos chamar aqui de design fino.

Se cada pessoa compartilha seu produto com mais de dois amigos, sua startup crescerá numa progressão geométrica. O fator viral de um produto é medido pela quantidade de novos usuários que os existentes conseguem atrair.

O Facebook, Instagram e Twitter otimizaram esse canal; pense no que fez você criar sua conta nessas redes. Provavelmente foi pela recomendação de um amigo.

3. SEO

Um pré-requisito para investir em SEO como canal principal é que seu negócio produza conteúdo único e de qualidade. Se o seu produto já produz conteúdo como consequência das atividades, investir em SEO pode ser visto como uma vantagem natural.

Perguntas & respostas no FAQ, artigos, resenhas dos usuários e posts no blog são páginas únicas e que quando otimizadas para os mecanismos de busca podem atrair um número significativo de novos usuários.

Busque um balanço entre as formas de crescimento

Sua startup deve buscar o balanço ideal entre esses métodos de marketing. Na medida em que você cresce, deve abandonar os métodos simples e investir nos canais escaláveis, mas sempre com muita análise pra não correr riscos desnecessários.

O que não pode acontecer é ter o crescimento estagnado! Se chegou um ponto que seu produto parou de crescer, as causas podem ser várias e a gente quer te ajudar a descobrir. Que tal mandar um email pra Homem Máquina? Fale com a gente!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar ×
Precisa de ajuda com seu site, sistema ou aplicativo?
Nós ajudamos negócios de todos os tamanhos com design, tecnologia e estratégia digital
Conheça melhor a Homem Máquina