O que é o ciclo de vida de um produto

Vamos começar este post com uma pergunta inusitada: quantas máquinas de escrever existem em sua empresa? A não ser que você venda esse tipo de antiguidade, é bem provável que sua resposta seja nenhuma.

O motivo disso está intimamente ligado com o ciclo de vida de um produto. Houve uma época em que as máquinas de escrever dominavam o mercado.

Porém, como tudo um dia acaba, a época de ouro da máquina de escrever se foi, dando lugar para nossos computadores. Na verdade, até mesmo os computadores de mesa estão desaparecendo, e somente celulares e notebooks estão em ascensão.

Podemos perceber que há um padrão nesse evento. De fato, todos os dispositivos citados foram planejados, introduzidos no mercado, tiveram sua glória e, por fim, desapareceram. Em resumo, essas são as fases do ciclo de vida de qualquer produto.

Vamos entender melhor esse conceito.

O que é Ciclo de Vida do Produto?

O ciclo de vida de um produto engloba desde a etapa do desenvolvimento de produtos até sua extinção. Assim, todos os processos entre os extremos, incluindo ambos, constitui o ciclo de vida do produto.

Para simplificar o conteúdo, veja a lista de etapas de existência de um produto, seja ele qual for:

    1. Desenvolvimento do produto.
    2. Lançamento no mercado.
    3. Início do retorno sobre investimento.
    4. Maturidade no mercado.
    5. Declínio inevitável.

Vamos explorar cada uma dessas etapas!

Fases do Ciclo de Vida do Produto

Antes de começar, apenas um comentário: embora foi escrito “Declínio inevitável” no tópico anterior, há algumas formas para estender a vida de um produto quase indefinidamente, desde que você tenha muito jogo de cintura.

Vamos agora aprender como cada etapa do ciclo funciona e suas principais características.

1 – Desenvolvimento do produto

Muitos especialistas dizem que o desenvolvimento do produto é a etapa zero do ciclo de vida do mesmo, mas resolvemos incluí-lo como o primeiro passo em sua vida útil.

O momento de desenvolvimento é autoexplicativo: todas as ideias estão saindo do papel para finalmente formar um produto. Dessa forma, não há um produto ainda – por isso às vezes não entra no ciclo -, mas sim alguns protótipos.

Além disso, amadurecer a ideia do produto também entra nessa etapa. Seu foco é planejar bem o que será ofertado, mas sem nenhuma venda.

2 – Lançamento no mercado

Lançar um produto no mercado é a etapa mais emocionante para uma empresa. É quando efetivamente ele será testado e julgado pelo público.

Por demandar muita propaganda e marketing, esta etapa requer um alto investimento. Além disso, como ele ainda não é conhecido no mercado, as vendas são baixas e o retorno mal cobre o que foi investido, muitas vezes dão prejuízos.

Para lidar com as decisões, fique de olho nos indicativos de performance, eles são guias nesse momento conturbado e estressante.

3 – Início do retorno sobre investimento

A terceira etapa consiste nos primeiros retornos sobre o que foi investido. Nesse ponto, se tudo ocorreu como o esperado, sua empresa já possui um certo reconhecimento no mercado e seu produto é interessante para as pessoas.

No entanto, outras empresas vão entrar no mesmo segmento que você buscando aproveitar esse hype. Há um início de concorrência no ar e, dependendo do segmento do seu produto, ela pode vir forte.

Dessa forma, seus esforços devem estar focados em fidelização de clientes, e sua equipe de marketing deve trabalhar dia e noite para que isso ocorra.

4 – Maturidade no mercado

Parabéns! Seu produto é líder no segmento em que atua! Porém, essa afirmação vem com um inconveniente para seu negócio: não tem como passar daqui.

De fato, a maturidade é o fim da escalada de seu produto, e mesmo que consiga ir um pouco mais do que isso, a queda é inevitável. Você olha para os lados e vê diversos concorrentes. Produtos aprimorados, preços baixos e diversas coisas que sua empresa não fornece.

No entanto, ainda há espaço para melhorias e aprimoramentos. Na verdade, sua empresa é obrigada a fazer isso, caso queira continuar no mercado. A busca por competitividade se torna o foco de seu negócio.

O volume de vendas é alto neste estágio, mas o número de concorrentes é ainda maior. Startups pipocam por todos os lados lançando alternativas de seu produto, e não há nada que se possa fazer. O eriçar de pelos da nuca alerta: o fim está próximo.

5 – Declínio inevitável

Os relatórios de vendas anunciam que algo não vai bem: elas estão diminuindo muito. Assim, manter o negócio aberto está se tornando inviável.

Seu produto entra em um jogo perigoso: ou quem gostaria de possuí-lo já o possui, ou existe uma alternativa mais interessante para os consumidores. O mercado está saturado e não há mais espaço para se desenvolver.

Por fim, só restam 3 alternativas: mudar de segmento, lançar melhorias ou diminuir os custos de produção. A escolha certa depende de vários fatores e cabe a você tomar essa decisão.

Conclusão

Para se sair bem no mercado competitivo, não basta apenas saber como desenvolver produtos: deve-se, ainda, entender o ciclo de vida pelo qual ele passará. O exemplo sobre o ciclo de vida das máquinas de escrever é uma ótima forma de compreender esse conceito.

Uma métrica importante para saber em qual parte do ciclo seu produto de encontra é o volume de vendas. Cada etapa tem um volume específico, saindo do zero, subindo rapidamente, atingindo um máximo e, por fim, decrescendo até um platô ou atingindo zero novamente.

E como fica o ciclo de vida de um produto digital? Nesses casos, é preciso ficar atento às suas especifidades. Diferente de produtos tradicionais, o produto digital pode contar com ferramentas que favoreçam as etapas do ciclo de vida, como a antecipação do seu lançamento no mercado.

Algumas métricas importantes para produtos digitais são, por exemplo, ticket médio, custo de aquisição por cliente (CAC) e a taxa de churn.

Com esses indicadores é possível identificar falhas na atuação e no alinhamento do produto em relação às demandas do cliente e assim realizar as mudanças necessárias para o sucesso do seu negócio.

Gostou de conhecer sobre o ciclo de vida de um produto? Não deixe de conferir mais posts como este em nosso blog!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar ×
Precisa de ajuda com seu site, sistema ou aplicativo?
Nós ajudamos negócios de todos os tamanhos com design, tecnologia e estratégia digital
Conheça melhor a Homem Máquina