Práticas de escrita para designers

Podemos dizer hoje que um design de sucesso deve contar com a participação de um redator; a importância do texto para o design é inegável, desde que o texto seja bem feito e estruturado.

Nem toda equipe possui condições de contratar um redator profissional, mas ainda assim é possível produzir um bom texto para o seu design. Para estabelecer a produção textual, é necessário ter uma espécie de roteiro, com um modelo de práticas que deve ser seguido durante a produção, diminuindo o tempo gasto nessa tarefa e aumentando a qualidade do texto produzido.

É claro que, mesmo com um roteiro de práticas de escrita para designers, os textos ainda serão feitos por amadores e não por escritores especializados na área. Por isso, é importante alinhar expectativas com o que pode ser entregue, e não esperar um texto impecável e sem defeitos.

Escolha o tom de voz para usar no decorrer do texto

Se a empresa tem uma marca, consequentemente precisa ter um ponto de vista que irá compartilhar com seus clientes. Possivelmente, essa equipe criou esse tom de voz, ou está usando um tom de voz escolhido pelos conteúdos de marketing. As equipes de marketing são responsáveis por anunciar uma consistência, e é a partir daí que você pode partir para achar o tom ideal.

Os princípios dos tons de voz e comumente são simples, como tons gentil, energético e até mesmo reconfortante. Se você não possui tanto tempo disponível para uma pesquisa aprofundada sobre o tom de voz, faça uma análise rápida perguntando como as pessoas se sentem ao interagir com o seu site ou produto. É possível também se basear no tom de voz utilizado por outras empresas da área, mas recomendamos fazer a pesquisa, mesmo que rápida.

Para determinar e instruir sobre o tom de voz que deve ser usado nos textos escritos, é necessário realizar as seguintes perguntas:

  • Como você falaria com os seus usuários pensando na pior forma de interação possível dele com o seu produto?
  • Como você falaria com os seus usuários pensando na melhor forma de interação possível dele com o seu produto?

Projetando esses dois cenários, é possível idealizar um tom que funcione para essas situações. Por exemplo: você está oferecendo um período de teste de um aplicativo, e o período de testes chega ao fim; para continuar usando é necessário que o usuário pague a mensalidade do aplicativo. Nesse caso, o redator é responsável por criar um texto para os usuários que desejam pagar a mensalidade pois gostaram do serviço e também para os usuários que tiveram uma péssima interação com o mesmo.

Defina as palavras chaves que devem sempre aparecer no texto

Independente da área para qual o texto está sendo escrito, algumas palavras e expressões sempre irão se repetir. Por exemplo, para se referir ao aplicativo citado anteriormente, é importante definir se o termo usado será: tela inicial ou página inicial. É necessário também definir quais os termos fixos  que serão usados, pois caso o criador do conteúdo não defina esse termo fixo, duas situações podem ocorrer: o usuário não saberá como se referir ao termo, ou então chamará da forma como preferir, dificultando o entendimento.

Embora seja necessário definir esses termos, mantenha a calma, pois ele pode ser alterado posteriormente. Criar uma lista em conjunto com a equipe, com dez palavras-chave aproximadamente, já é uma excelente forma de começar.

Documente os temas que você vai escrever repetidas vezes sobre

Anote sempre os assuntos que serão abordados várias vezes. Assim você consegue identificar problemas de abordagem e outros erros textuais dentro de um mesmo assunto. Por exemplo, se você possui um e-commerce, e o seu cliente ainda não realizou nenhum pedido, você não escreve na página de pedidos anteriores “Não há nada aqui”, mas sim textos como “Assim que você realizar a sua primeira compra, você verá seus pedidos anteriores aqui”, mas essas percepções de melhor forma de abordagem só são possíveis após escrever e ler várias vezes sobre.

Mantenha o sistema de design o mais organizado possível

Se você pode contar com um sistema de design a sua disposição, isso facilitará a escrita para os designers. Para organizar o sistema, primeiro certifique-se que o conteúdo existente é útil e que será usado no design. Após essa certificação, verifique se esse conteúdo não contradiz com o tom de voz usado, garantindo que os botões estejam de acordo com o tipo de abordagem (se você deseja usar um tom de voz com expressões como“Ok”, garanta que esse botão estará disponível). Por último, garanta que o seu conteúdo não force decisões ruins, dando autonomia para os seus designers caso eles tenham em mente o conteúdo adequado para aquela tela e, caso eles não tenham, corrigindo com a dica do próximo tópico.

Crie uma escrita de UX real

As dicas acima mostram como escrever melhor, mas não como começar um conteúdo. Esse processo de criação de conteúdo, mesmo com um roteiro, demanda muito do designer. Ao escrever, o designer precisa antes entender (e anotar) qual a ideia que deseja passar com a mensagem criada. Essa anotação pode ser simples, como por exemplo: esse design precisa resumir as etapas do processo de compra, dizendo ao usuário quais os documentos necessários para a compra e quanto tempo esse processo pode demorar.

Pensem em questões além da sua localização

Ao criar o design é preciso pensar em alguns pontos, como:

  • Os emojis utilizados no texto ofendem alguma cultura?
  • Ao utilizar o tradutor, a mensagem inicial ainda será passada de forma correta?
  • Ao utilizar o tradutor, todas as frases e expressões podem ser traduzidas?

Seguindo essas práticas de escrita para designers é possível produzir um texto de qualidade, com coerência e passando a mensagem inicial de forma direta, entregando um conteúdo mais rápido e eficaz. Precisando de ajuda de especialistas? Fala com a Homem Máquina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar ×
Precisa de ajuda com seu site, sistema ou aplicativo?
Nós ajudamos negócios de todos os tamanhos com design, tecnologia e estratégia digital
Conheça melhor a Homem Máquina