4 riscos na terceirização de serviços de design

Quando o projeto é muito grande ou complexo, é comum optarem pela terceirização de serviços de design. E dentro desse universo, contratar um designer freelancer geralmente é a opção mais comum se tratando da terceirização de serviços. O que muitas empresas não sabem sãos os riscos envolvidos no processo de terceirização.

A terceirização muitas vezes envolve atuar com pessoas desconhecidas, pois, mesmo contando com um freelancer recorrente, ele pode ficar eventualmente indisponível para você. Assim, a única forma de suprir a demanda por serviços é buscar por outro profissional, e é exatamente neste ponto que os problemas podem aparecer.

Vamos ver 4 riscos na hora da terceirização de serviços de design e suas consequências.

1. Atrasos indesejados

A internet está cheia de profissionais de design. Para constatar isso, basta publicar um job em qualquer plataforma de trabalhos freelancer e rapidamente você terá várias respostas. No entanto, para empresas que estão começando a trabalhar com terceirização de serviços de design, pode ser difícil separar o joio do trigo.

Contratar um profissional inexperiente é um dos maiores riscos que uma empresa pode correr; estamos falando de possíveis atrasos com prazo, e erros que podem atrasar ainda mais o andamento do projeto.

Por isso o processo de seleção é a parte mais difícil. Um designer iniciante e um profissional sabem o mesmo conteúdo e acabam parecendo iguais aos olhos de recrutadores sem treinamento. A diferença está na hora de colocar a mão na massa, onde fica evidente aquele que apenas fala e quem realmente faz.

2. Falta de organização por parte do profissional

Um profissional mal organizado pode ser um verdadeiro problema para a empresa contratante. Não saber ao certo quanto tempo o processo de desenvolvimento leva e seu custo, por exemplo, podem estourar o orçamento do projeto com facilidade. Este é um dos problemas da terceirização do design digital.

O culpado disso tudo, muitas vezes, é a ganância do próprio profissional, pois, por ser terceirizado, gasta pouco tempo no planejamento e acaba criando problemas. Um freelancer ganha dinheiro por serviços, ou seja, quanto mais rápido fizer o trabalho, menor será o intervalo entre um projeto e outro. Por isso há necessidade de escolher com cuidado quem fará parte do projeto, dando preferência para profissionais com histórico de comprometimento.

Um profissional qualificado trabalha com planejamentos detalhados e objetivos sólidos. Dessa forma é possível saber com mais precisão quanto tempo e qual o custo do projeto como um todo.

3. Trabalho com pouca integração

A pouca integração entre as equipes é um problema intrínseco do outsourcing design que deve ser trabalhado por profissionais experientes. Realizar um projeto com profissionais sem contato direto é um desafio, e toda a equipe sente o fardo dessa dificuldade. É imprescindível que a equipe da empresa e o profissional ou equipe terceirizada fiquem sempre alinhados.

É importante escolher parceiros que compreendam a importância de adotar este mindset. Além disso, profissionais que vão além da troca de e-mails e procuram por uma comunicação aberta e clara são ideais para serviços terceirizados. Dê preferência por agências ou freelancers que demonstraram sua capacidade de comunicação no passado.

4. Esquecer dos custos de manutenção e atualização

O maior erro que se pode cometer em relação à design de aplicativo ou sites é esquecer das manutenções e atualizações. Algumas empresas acreditam que, após adquirirem um app ou site, não há mais nada a ser feito. Esse é um erro que deve ser evitado. A partir do momento em que seu produto for lançado, você terá muitos dados que devem ser usados para melhorar ainda mais a experiência dele.

Não atualizar o design de seu app significa dar brecha para a concorrência. Além disso, com o tempo fica cada vez mais clara a necessidade de atualizações em sua plataforma, seja ela um site ou app. Algumas atualizações podem ser urgentes e bastante visíveis. Outras podem ser discretas, como a fonte utilizada e alguns detalhes visuais.

Photo by Alvaro Reyes on Unsplash

O problema desses serviços é que, quando terceirizados, qualquer mudança significa mais dinheiro saindo do caixa da empresa. E por isso, dependendo da quantidade de alterações, o valor pode ficar salgado. No entanto, se o trabalho for feito por profissionais qualificados e experientes, a quantidade de alterações serão menores e de valor reduzido. Mais uma vez vemos a importância de escolher bem quem vai trabalhar para você.

Conclusão

Vimos os principais riscos na hora de terceirizar serviços de design e suas consequências para o projeto. Além disso, a experiência e qualificação do profissional terceirizado é um ponto importante na hora da escolha, pois o trabalho entregue pode não condizer com o esperado.

Uma maneira de evitar dores de cabeça na hora de terceirizar serviços de design é contratando uma empresa especializada na área, como é o caso da Homem Máquina (:

Entre em contato para mais informações!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar ×
Precisa de ajuda com seu site, sistema ou aplicativo?
Nós ajudamos negócios de todos os tamanhos com design, tecnologia e estratégia digital
Conheça melhor a Homem Máquina